quarta-feira, 20 junho, 2018

Singasul anuncia que maioria das cidades do RS ficará sem gás de cozinha




Nesta sexta-feira (25), com a confirmação da manutenção da greve dos caminhoneiros, o Sindicato das Empresas Distribuidoras, Comercializadoras e Revendedoras de Gases em Geral do Rio Grande do Sul projeta que a maioria das cidades gaúchas estará sem abastecimento de gás de cozinha. 

O presidente da Singasul, Ronaldo Tonet, revela que a falta de gás foi generalizada, mas algumas revendas tinham o produto em estoque. Não há nenhuma alternativa para o desabastecimento.

O motivo é a greve dos caminhoneiros, que desde segunda-feira (21), impede a passagem de caminhões em rodovias de todo o país. No Rio Grande do Sul, ainda há bloqueios nas saídas da Refinaria Alberto Pasqualini, em Canoas, que impede a distribuição de combustíveis.

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro) também confirmou que não há mais gasolina nos postos da Capital. De acordo com a assessoria de comunicação da Sulpetro, não há previsão de retorno no abastecimento.