quarta-feira, 20 junho, 2018

Repórter do SporTV fala sobre as ofensas recebidas no jogo São José x Brasil de Pelotas




A jornalista Kelly Costa disse que se sente impedida de exercer o próprio trabalho. Este sentimento foi relatado pela repórter do SporTV depois de ser ofendida por um torcedor durante a partida entre São José x Brasil de Pelotas no último domingo (25). “A sensação é não ter o direito de poder exercer seu trabalho com tranquilidade. Eu estava no meu horário de trabalho. Fazendo a transmissão de um jogo. Acontece com certa frequência. Mas dessa vez resolvemos não nos calar. Ainda mais com o manifesto que estava surgindo”, falou Kelly citando o manifesto que condena o machismo na cobertura esportiva.

Kelly ainda contou que os insultos foram tão fortes que são até impublicáveis. Essa não foi a primeira vez que aconteceu algo desse tipo com a jornalista, mas agora ela escolheu tomar providências, junto com a emissora em que trabalha, para combater essas atitudes. “Ainda temos uma sociedade muito machista que acredita muito na impunidade e que nada vai acontecer. Mas acredito que a partir do momento em que a gente denuncia, as coisas começam a melhorar”, pontuou Kelly.

De acordo com informações passadas pelo São José, o torcedor foi rapidamente identificado pelo clube e expulso do estádio. O agressor acabou sendo levado pela Brigada Militar para a delegacia mais próxima do local da partida. Kelly ainda destacou que essa atitude foi isolada e não são todos os torcedores que pensam assim.

Os casos de mau comportamento de torcedores e profissionais contra mulheres nos estádios gerou uma manifestação neste domingo. Para dar voz à insatisfação, cerca de 50 jornalistas produziram um vídeo com uma mensagem forte de questionamento, narrada por todas as envolvidas na campanha, divulgada no Instagram, no Twitter e no Facebook.