domingo, 27 maio, 2018

Escola Barreto Viana é reinaugurada no Jardim Fiúza




Neste sábado (10), foi realizada a entrega da construção da nova EMEF Professor Barreto Viana. A comunidade presenciou, durante a cerimônia, as apresentações dos estudantes, da Banda Marcial Ricardo Faicker Nunes, e da Invernada Mirim do CTG Setembrina dos Farrapos. “Uma cerimônia linda”, destaca Alírio Fernandes, 41 anos, pai das gêmeas Valentina Maria e Eduarda, 7 anos, que estão no 2º ano, e de Pedro Antônio, 10 anos, 5º ano. Fernandes conta que mora há duas quadras da escola e está adorando a nova Barreto Viana. “Antes eu tinha que pagar van para meus filhos irem e voltarem em segurança para a escola Castelo Branco. Agora não preciso mais e eles estão sendo muito bem atendidos e adorando o espaço.”

Verônica Monteiro, 42 anos, mãe de Clarissa Costa, 10 anos, 2º ano, fala que agora a escola ficou pertinho de casa. “Antes tinha que atravessar a ERS-040 para levar minha filha até a Castelo Branco, agora está bem pertinho de casa. Todos os colegas dela que moram aqui no Jardim Fiúza pediram transferência.” Júlia Manoela, 9 anos, 4º ano, já está bem integrada. Ela também era aluna da Castelo Branco. “A escola está maravilhosa e facilitou o deslocamento”, completa a mãe de Júlia, Jussara da Silva.

A diretora, Elenara Ferreira, agradeceu a conquista da nova escola e desejou a todos os professores e funcionários um excelente ano letivo. O secretário Geral de Governo, Nilton Magalhães, faz um comparativo das escolas que eram construídas antes, como uma caixa isolada, e as de agora, integradas. “Estamos numa nova era, a era das conexões e a arquitetura tinha que evoluir também.”

O secretário de Educação, Carlos Bennech, fala que é possível ter sim uma escola pública de qualidade. “E essa escola é exemplo disso. Em tempos de crise, estamos investindo em construção e melhorias físicas de prédios, em material escolar, em segurança nas escolas, na qualificação de professores e com novos projetos, como o da EJA Diurna, Escola de Educação Integral, Escolas Aurora, entre outros”, ressalta Bennech.

Muito feliz também estava o prefeito, André Pacheco. “A escola é o núcleo de convivência de uma comunidade. Investir na educação, é investir no futuro de nossa cidade. Sou pai e o que todos pais querem é que seus filhos tenham oportunidades e uma vida melhor e isso só se consegue através da educação. É através da educação que teremos mais qualidade de vida”, finaliza Pacheco.

Obra

 

A obra foi projetada com o intuito de integrar os alunos, com um novo conceito de salas de aula, que abrange área recreativa coberta. Um total de 1.054,17m² de área construída. Um investimento de R$ 1,45 milhão. São quatro salas de aula para o ensino fundamental e duas para a educação infantil, biblioteca/sala de informática, área administrativa, área de alimentação. A escola também possui telhado ecológico isolante térmico, com um sistema de pára-raios, prática que está sendo adotada em todas as novas obras da Secretaria Municipal de Educação.

Turmas

Hoje estão matriculados 208 alunos, que estão inseridos no ensino do Jardim I ao 7º ano, atendidos por 12 professores e nove funcionários.

História

Apesar de estar sendo inaugurada, a escola possui 61 anos. Foi fundada em 8 de agosto de 1956 e recebeu o nome em homenagem ao professor Antônio Barreto Viana, personagem da história de Viamão. O Professor Barreto Viana não era viamonense, mas teve grande parte da sua existência ligada ao município e foi intendente de Viamão durante os anos de 1924 a 1928 e prefeito, de 1936 a 1943, quando faleceu. A antiga Barreto Viana funcionou até dezembro de 2017 na rodovia Acrísio Prates, s/nº, Passo do Fiúza.




Informações: Departamento de Comunicação da Prefeitura de Viamão.